domingo, 1 de maio de 2011

Melodia que me encanta.

Descobri que amo jazz como amo guitarras gritantes - provavelmente por assistir a filmes antigos demais. Ontem passei a tarde inteira ouvindo Ornette Coleman e Melody Gardot, até entrar em estado de semi-inconsciência (mesmo tendo 10 páginas de Sistemas Jurídicos pra digitar). 


Valeu a pena procrastinar.

6 comentários:

Fernand's disse...

10 páginas???

ao menos estavas em boa companhia!!!

bom, guitarras gritantes estão no cardápio... então vozes deliciosas também: nina simone. experimente! mas sem as 10 páginas1


rsrs

bjs, gatinha.

Mauany disse...

É bom deixar a obrigação de lado vez ou outra pra se entregar a algo assim, que apesar de tudo vai vale a pena.

Mauany disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mauany disse...

Ah, e obrigada pelo comentário. Eu acompanho teu blog há mais um menos um ano, mas sempre estive tímida de mais pra qualquer interação. (:

Fred Caju disse...

O jazz nunca jaz.

Jéssica Trabuco disse...

Nossa, gostei.