domingo, 27 de fevereiro de 2011

Eu nunca disse que era boa com palavras.

Fazer um discurso? Seria muito clichê. Não tem o que falar. Não... Eu estaria mentindo. Tem sim. Agora eu tenho 18, vou pra universidade, vou morar sozinha, posso sair e posso beber. Agora sem o romance: eu vou lavar minha própria roupa, não ter uma televisão em casa, fazer minha própria comida, ter de ir andando para todos os lugares, não posso sair e fazer a adolescente de American Pie porque tenho de ser responsável e terei que ler toneladas de livros que provavelmente não vão fazer parte do meu futuro. 
Congratulem-me por entrar na maioridade agora. Mas usem os argumentos certos.

(meu discurso de 18 anos mental)

Um comentário:

Fernand's disse...

eu te congratulo por ter noção da realidade... e, sim, os livros sempre farão parte do teu futuro. todos.

"somos pedacinhos do que colhemos, apendemos e lemos por aí. um leitor maduro é responsável pelo pacto que estabelece."

não, não é uma obrigação. é nosso maior tesouro. é uma paixão de mão dupla. a leitura retorna. sempre retorna.



feliz aniversário, mocinha. rsrs
gde bj meu, lê.